Minha pequena trajetória de vida

by - dezembro 12, 2017

Minha pequena trajetória de vida


Quando chegamos no 3° ano do ensino médio, começa aquela velha fase de começar a pensar sobre nossa carreira profissional e de qual curso fazer. Essa é a pior parte da vida, um momento de decisão, e começar a procurar algo que possamos se encaixar, é motivo de reflexão. 

O que farei da minha vida !!!

Particularmente eu passei por isso, fiquei imaginando diversas coisas, sobre o que eu iria fazer da minha vida, onde começaria a trabalhar, se eu iria fazer algum curso, se sim, qual curso.

É natural você terminar o ensino médio e depois iniciar uma faculdade, porém tive uma experiência diferente. Em 2012 comecei a procurar o meu primeiro emprego, como morava em uma cidade pequena, não tinha muitas oportunidades, mas mesmo assim tentei. O forte da cidade era na parte de comércios, e logo consegui um trabalho em uma loja de móveis que estava em crescimento, e também estava já no término da sua reforma.

Foi a minha primeira experiência na carreira de trabalho, onde passei um ano trabalhando nesse lugar como vendedor de móveis. Eu estava super feliz por ter conseguido meu primeiro emprego, porém esse período, não pensava muito nos estudos, onde acredito que foi o meu erro, mas aprendi também que tudo tem o seu tempo, e nada nessa vida acontece sem propósito.

Eu ainda estava naquela, imaginado algum curso que poderia fazer, mas a cidade onde eu morava não tinha muitas oportunidades de crescimento, e logo depois da minha saída do meu primeiro emprego, resolvi ir morar com minha irmã mais velha na capital, onde seria início da construção da minha vida.

Sabe aquelas pessoas que moram em interior e decide ir morar na cidade grande? 

Pois bem, foi assim que cheguei na cidade grande, aquele olhar com esperanças de acontecer algo novo, já que vivia uma vida pacata no interior. Tudo era uma novidade, Shoppings, praias, cinema, tudo muito perfeito, para um jovem, uma realização de sonho. Com meu jeito matuto e com aquelas roupas esquisitas do interior, se aventurava na grande capital, por diversas vezes me perdi, por pegar ônibus errado, por pegar algum trecho de rua errada, coisas que acontecem em uma nova moradia. 

No período de 2012 a 2013, passei a trabalhar como atendente comercial numa empresa terceirizada dos correios, onde despachava as cartas e encomendas, como tudo era novo, qualquer coisa servia como experiência, e claro gostava de tudo o que aprendia. Mas antes, como tinha um dinheiro guardado, tinha iniciado um curso básico no SENAI, um curso profissionalizante na área de elétrica, e quando comecei a trabalhar, fiquei super feliz, pois meu trabalho ficava na mesma região onde eu estava estudando. Sempre no final do expediente, pegava um ônibus e corria para o curso.

Estava começando a me sentir realizado, claro estava iniciando minha vida, porém não consegui atuar na área do curso que fiz, por uma decisão que mais tarde me arrependeria. Assim que finalizei meu curso, recebi uma proposta de trabalhar na área como eletricista, ao invés de aceitar, recusei, bateu o medo de sair de um lugar fixo para algo incerto, então decidir em recusar e continuar onde eu estava. Mais tarde foi onde bateu o arrependimento, meses depois me demitiram, por motivos que até hoje não sei, mas deixei pra lá, pois mais na frente serviria como lição.

Mesmo triste por ter acontecido isso, já que não esperava, comecei novamente a procurar outras coisas novas, foi onde me chamaram para trabalhar em um posto de gasolina, mas não como frentista e sim na conveniência, trabalhava por escala, foi onde passei a pensar melhor na minha vida. Trabalhava o tempo todo, ganhava pouco e não tinha tempo para se divertir, apenas vivia para o trabalho e não me adaptei, passei apenas 3 meses e resolvi em sair. 

Bem depois da minha saída dessa conveniência, logo comecei a receber ligações para fazer entrevistas em outros setores, e uma delas foi como telemarketing. Passei apenas uma semana lá, no período de teste, porém mais um trabalho frustrado, a forma que trabalhavam, eu não aceitava. Fingiam para pessoas humildes que seus filhos tinham sido sorteados para fazer um curso gratuito com eles, e quando as famílias chegavam no local, o pessoal da área de vendas, tentavam vender um outro curso, era apenas uma forma de leva-los até lá. Quando foi numa sexta-feira, recebi uma ligação para fazer uma entrevista em uma loja da TIM, nesse momento não pensei duas vezes, "Vou sair daqui".

O meu supervisor tinha gostado muito do meu trabalho, porém conversei com ele algumas coisas, e ele insistiu para que eu ficasse, mas já tinha decidido, como já tinha uma entrevista pela frente, resolvi confiar nela.

Fiz todos os testes e passei, comecei a trabalhar na TIM, onde foi uma fase muito boa em minha vida. Nesse período, comecei logo a fazer um curso técnico, era a minha oportunidade, assim que iniciei, tudo começaria mudar. Conheci muitas pessoas, tive muitas experiências boas trabalhando na TIM, fiquei apenas 1 ano, mas foi por motivos de novas buscas. 

Como eu disse logo no início do texto, tive uma oportunidade de seguir em minha área e recusei, e dessa vez queria fazer diferente, foi o que aconteceu, sentei com meu gerente, conversei com ele quais eram as minhas metas, e resolvemos tudo em paz, assim que sai de lá, comecei um estágio como Eletrotécnico em uma empresa multinacional por 6 meses.

Durante meu estágio, estava no período final do meu curso técnico, que ao todo foram 2 anos. Quando me formei e recebi meu certificado, percebi o quanto estava realizado, e por ter resolvido em tomar  sábias decisões, claro sempre ouvindo os mais velhos, realizei uma parte das minhas metas pessoais.

Em relação a empresa multinacional, não consegui de inicio uma vaga para ser técnico, mas consegui um emprego na mesma área logo em seguida, por indicação de pessoas que conheci na fase do meu estágio, após 1 ano e meio trabalhando, fui convidado a trabalhar novamente com a empresa multinacional, onde tinha deixado uma boa impressão e pelo meu desemprenho na empresa que eu estava atuando. Então, assim que surgiu uma oportunidade voltei a trabalhar com eles.

Em Natal RN, foi onde morei por 5 anos. Foi onde tive grandes experiencias, foi onde consegui atingir minha mestas. Em relação a minha vida pessoal, bom, conheci uma pessoa maravilhosa, na qual me casei. Atualmente não moro mais em Natal, estou em busca de novos sonhos morando em São Paulo SP.

Agora o que vai acontecer daqui pra frente, sinceramente não sei, em um futuro próximo, após mais ou menos uns 5 anos, volto aqui e escrevo o que aconteceu. 

Foram momentos bons, não reclamo de nenhum lugar que passei, tudo serviu como aprendizado, aprendi muito. Conheci muitas pessoas, com várias histórias de suas vidas. Cada um com suas dificuldades, vitórias e derrotas. Percebo hoje que entrei também nessas histórias da vida, porém ela apenas começou. 

You May Also Like

0 comentários