MEDO DE ENFRENTAR O DESCONHECIDO

by - março 13, 2018



MEDO DE ENFRENTAR O DESCONHECIDO


O que é o medo?  

Medo é um estado emocional que surge em resposta a consciência perante uma situação de eventual perigo.  

Tudo aquilo que possa ameaçar a segurança ou a vida de alguém, faz com que o cérebro ative involuntariamente, uma série de compostos químicos, provocando assim reações que caracterizam o medo.  
Sendo assim, o medo é uma sensação de alerta de extrema importância para a nossa sobrevivência, e as características físicas que são produzidas por esse sentimento, prepara nosso corpo para duas prováveis reações naturais: 

"O CONFRONTO E A FULGA" 

Notaram a definição de medo?  

Podemos observar que o medo nos leva a dois caminhos, de defesa ou nos escravizarmos. Isso é um tipo de mecanismo para cuidarmos de nós mesmos. Entretanto, podemos nos isolar de tudo ou, construir uma muralha em frente ao mundo.   

Estive pensando sobre esse assunto, e me fiz uma grande pergunta, será que que devo sempre me esconder do medo? Ou será que devo encarar todos os meus medos de frente?  
Ao meu redor, existem pessoas que querem o meu bem, e é natural elas darem o concelho de não seguir em frente em certos caminhos, pelo único objetivo de me proteger, para não me expor tanto, não se arriscar, de não experimentar o desconforto de enfrentar o medo.  

Claro, isso é de suma importância, ter pessoas que se preocupam com você nos traz uma certa confiança na vida, mas algo dentro de mim, pede para me arriscar mais um pouco, não sei explicar muito bem essa sensação, mas acredito que devo encarar de frente certos medos em minha vida, pois acredito que se eu não fizer isso, as coisas ficarão fora de controle.  

Uma vez, estava indo ao trabalho, me encontrava um pouco triste com certas coisase de cara me deparei com a seguinte frase escrita em uma parede:  

"Que as outras pessoas e o medo nunca te vençam. Seja apenas tu a derrotar a ti mesmo, pela graça de teres superado todos os teus limites." 

Não sei muito bem o certo, se foi alguma resposta do universo, mas de certa forma, aquela frase me fez refletir sobre a minha vida o dia inteiro. Sei que as pessoas que me amam, querem sempre o meu bem, e claro, sentir o medo, não é uma das melhores sensações que podemos ter, certo que sempre vejo pessoas que são viciadas em riscos. Porém, em certas condições, sentir esse medo me faz desejar me livrar dele o quanto antes, por outro lado, percebo que ela acaba se moldando a um estilo que me mantém estagnado, parado, sem nenhum progresso.  

Quando reflito nessas coisas, me deparo que me encontro em um certo conforto, que tudo está em meu controle, e esse mundo na qual estou vivendo, me deixa flutuar, tudo é conhecido, não me permite novos desafios, e ao mesmo tempo, não me traz nenhum crescimento, sem nenhum avanço.  
Afinal de contas, quem não deseja ter um certo conforto?  

Ter tudo em nossas mãos, perceber que você tem as coisas sob controle, o seu estado físico, o emocional que permite nos deixar desligar o interruptor de tomar decisões difíceis, e aproveitar mais as pequenas coisas da vida, sem nenhum outro objetivo, e sim, apenas o desejo de continuar a estar tranquilo.  Tudo muito perfeito, em outras palavras, é saudável ter zona de conforto. 

Porém percebi que todo esse conforto, cria sobre a gente uma certa bolha de proteção, não nos permitindo a ter certas experiencias que podem ser enriquecedoras.  Uma proteção na qual não queremos perder, pois ela ajuda, nos mantém livres de problemas, deixando nossos medos a quilômetros de distância.  E toda vez que escuto alguém falar: 

-Cara, faça algo que te dê medo, arrisque.  

Estou basicamente sendo convidado a deixar de lado o meu conforto, minha zona de conforto.  

Eu li um texto que dizia: 

É comum uma pessoa se sentir um pouco (ou muito) medo quando precisa ou deseja fazer algo que nunca fez antes. Isso acontece porque o nosso inconsciente tenta nos proteger do possível perigo do desconhecido. Ao sairmos da zona de conforto, muitos pensamentos aparecem em nossa mente. Como coisas do tipo: 

"É melhor não fazer isso!" 
"Você vai se dar mal!" 
"Você ainda não está pronto!" 

O que mais me chamou atenção nesse texto foi a parte que dizia: 

... "o nosso inconsciente tente nos proteger do possível perigo do desconhecido" 

Percebi que essa é a minha realidade, descobri que tudo o que é desconhecido para mim, me traz medo, é a causa principal de eu estar perdendo a chance de evoluir em minha vida pessoal.  Todos os meus pensamentos negativos, de fracasso, de dúvidas, de medo, as minhas ansiedades, vem apenas de pensar em encarar o desconhecido.  

Para citar um exemplo perfeito do que sinto, basta você imaginar uma criança querendo aprender a andar de bicicleta. Todo aquele medo, a desconfiança, a preocupação de conseguir manter o equilíbrio e conseguir das as primeiras pedaladas na bicicleta.  O medo de cair, de se machucar estão ao lado da criança.  

O medo é igual, é o que sinto, porém não posso deixar de salientar, depois que a criança passa pelas primeiras tentativas, depois das primeiras quedas e arranhões, a cada pedalada, ela vai pegando a confiança até conseguir andar sozinha.  

Citar esse exemplo me faz querer tomar como exemplo perfeito, se eu quero enfrentar de frente o desconhecido, primeiramente tenho que superar o bloqueio e o medo inicial, não existe outra maneira de vencer o medo além de enfrenta-lo.  

Portanto preciso, e tornarei como uma meta, de vencer todos os meus medos, e aproveitar para abrir todas as portas da minha vida. Vencer aqueles medos que impedem de me tornar alguém feliz, aqueles medos que me impedem de realizar os meus sonhos. 

Coragem, força ... tudo o que preciso.  


Não tenha medo de dar um grande passo quando for necessário. É impossível cruzar um abismo com dois ou mais pequenos saltos" 
                    
- David (Lloyd George) 

You May Also Like

0 comentários